Russia irá retomar importação de carne brasileira após 1 ano de embargo

O Serviço Federal para Vigilância Sanitária e Fitossanitária da Rússia(Rosselkhoznadzor), órgão que regula a segurança na agricultura do país, anunciou nesta quarta-feira, 31, que vai liberar importações de carnes suína e bovina de nove fornecedores do Brasil a partir de 1º de novembro.

A carne brasileira estava embargada no mercado russo desde novembro de 2017 devido à presença de ractopamina em produtos de origem animal de plantas frigoríficas brasileiras.

A ractopamina é um aditivo alimentar usado para fazer com que animais ganhem peso de forma mais eficiente e acumulem menos gordura. O uso do produto em rações é aprovado pela Organização Mundial da Saúde, mas não é autorizado pela Rússia, União Europeia e China. Para evitar qualquer tipo de contaminação, o Brasil utiliza o sistema de segregação para exportação de carne para os países que têm restrições, ou seja, os animais recebem outro tipo de ração e são criados separadamente.

Segundo o Serviço Federal para Vigilância Sanitária e Fitossanitária da Rússia foram reabilitadas algumas plantas localizadas no Rio Grande do Sul das empresas Alibem Alimentos, Adele Indústria de Alimentos e da Cooperativa Central Aurora Alimentos.


© COPYRIGHT 2018 mfinternationalcargo.com.br - Desenvolvido por Clubesix